© 2018BATIK 

Reportagem revista Urbana

 

 

Dezembro 14/ Janeiro 15 - nº139

Fotografia por Ricardo Junqueira

 

Uma casa pensada para receber e viver.

Reportagem revista Urbana

 

 

Dezembro 13/ Janeiro 14 - nº127

Fotografia por Ricardo Junqueira

 

Recuperação de moradia em Cascais.

Reportagem revista Urbana

 

 

Dezembro 13/ Janeiro 14 - nº127

Fotografia por Ricardo Junqueira

 

Primeiro a sorte de encontrar um espaço há uns anos vazio e com uma vista fabulosa para a baía de Cascais. Foi aqui que Adriana Novais quis abrir a sua loja Batik. Depois foi preciso transformá-lo. E foi o que fez numa parceria com o arquitecto Jorge Guimarães. Apesar de terem conservado a maior parte do chão em pedra, utilizaram materiais como micro cimento do Atelier 51, tintas da Dyrup de Cascais e papéis de parede da marca francesa Elitis. O logotipo foi criado por Mário Mandacaru da Agência. Nesta nova fase em que se prepara para trabalhar sózinha, continua com o seu "estilo marcado pelo encontro de várias tendências e origens. Criar ambientes é uma paixão e além disso tem a ver com  conforto, estética e bem estar, só coisas agradáveis". Na sua loja fez questão de criar um desses ambientes confortáveis como se fosse a sala de uma casa e no qual as pessoas se sentissem bem. Como atelier é aqui se trabalha nos seus projectos e como loja tem muitas coisas para a casa mas apostou ainda em objectos pessoais, como a bijuteria em filigrana da BeMine, encharpes, e charpes, sacos e jóias com pedras semipreciosas Catarina Romano. Muitas marcas estrangeiras de qualidade e móveis de empresas portuguesas que ela defende bem como objectos cheios de força que marcam a diferença numa decoração. Os seus tons preferidos são quentes e as linhas visualmente simples mas sempre confortáveis e actuais. Vai ser um sucesso.

A prestigiada Monocle: " Porque devemos todos mudar-nos para Cascais"

A revista Monacle rendeu-se aos encantos de Cascais.

Na edicao de Julho e Agosto uma das mais prestigiadas revistas britanicas destaca na capa "Porque nos devemos todos nos mudar pra Cascais".

 

"Brazilian Adriana Novaes, a resident of 17 years who bears a passing ressemblance to Sonia Braga, swapped big-city life in Belo Horizonte for the peace and quiet of Cascais. Her interior- design store,Batik, is just up the hillfrom city halland the main square, with is lined with palms and paved in calcada portuguesa  cobblestones that form a mesmerising wave-like mosaic. " The pace is more calm here than Lisbon. Everyday feels like the weekenAnd the light is fantastic, unlike anything in Brazil. Its bright white so you can't get by without a good pair of sunglasses", says Novais,gesturing to the panorama outside her shop that takes in the small bay and winding coastline."